Combate à corrupção investiga 108 processos na província de Maputo

Share:

 

O GABINETE de Combate a Corrupção, ao nível da província de Maputo, está a investigar 108 processos de corrupção, cometida por diferentes quadros de direcção, naquela parcela do país.

Os titulares dos processos constam órgãos de direcção e chefia, agentes da Polícia da República de Moçambique, indiciados nos crimes de corrupção activa e passiva, peculato e abuso de cargo.

Nestes processos foram desfalcados cerca de dois milhões de meticais e há necessidade de actuar de forma severa para acabar com o fenómeno, disse Hélio Nuvunga, do Gabinete Provincial de Combate a Corrupção.

“Na presente semana, durante as actividades de prevenção e combate ao fenómeno, ganharam maior visibilidade”, referiu.

Nuvunga reiterou a promessa de ser implacável com todos aqueles que se envolverem em actos que lesam o Estado, segundo anunciou, Hélio, magistrado do Gabinete provincial de Combate a corrupção.

O facto foi anunciado hoje (7), na cidade da Matola, província de Maputo, durante as celebrações do dia Internacional de Combate a corrupção que se assinala na 4ª feira

Sem comentários